O que de verdade importa

Alec vive uma vida feita de hedonismo, mulheres e bebida, em Londres, onde tem uma loja de reparação de electrónica, só que também inúmeras dívidas que fazem com que a falência esteja muito perto. Um dia, um tio que ele nunca conheceu propõe-lhe saldar todas as suas contas com apenas uma contrapartida: que ele se mude para o Canadá e viva lá durante um ano. Chegado à aldeia, o engenheiro ganha a reputação de alguém que pode curar pessoas e não só aparelhos electrónicos, o que o leva a descobrir um segredo de família. Pelo meio, cruza-se com uma adolescente com um cancro terminal.

O realizador faz voluntariado com crianças com cancro e os lucros mundiais do filme revertem a favor de instituições que apoiem quem sofre dessa doença. No caso de Portugal, as receitas irão para o IPO.