Baptismos

Que passos dar para receber o Sacramento do Baptismo?

No caso de uma criança (até cinco anos, um ano antes de iniciar o primeiro ciclo de escolaridade):

1. Marcar data do Baptismo

a) Se não residir na paróquia onde a criança será baptizada necessita de uma transferência de baptismo da paróquia onde reside (excepto no caso da sua paróquia de referência de vida cristã ser aquela onde se realiza o baptismo).

b) A marcação é feita directamente com o pároco.

2. Participar no encontro de preparação para o Baptismo

a) neste encontro participam os pais e os padrinhos da criança.

3. Documentos necessários

a) impresso com todos os dados da criança

Os padrinhos são testemunhas que, pelo exemplo da sua vida cristã, são referência para a vida cristã das crianças.

Não é obrigatório ter padrinhos. Mas se os houver, haja um só padrinho e uma madrinha. A criança não pode ter dois padrinhos ou duas madrinhas.


QUANTO AOS PADRINHOS

Os Padrinhos assumem a responsabilidade de ajudar os pais a cumprir a sua missão de educadores na fé, “acreditando fortemente na presença e na obra do Espírito Santo … Com efeito, é Ele que ilumina a mente, aquecendo o coração do educador a fim de que saiba transmitir o conhecimento e o amor de Jesus”. (Bento XVI, Homilia na Celebração do Batismo do Senhor, 8 de Janeiro de 2012)

Critérios a ter em conta na escolha dos padrinhos

Os pais devem levar muito a sério a escolha de bons padrinhos para os seus filhos. Nesta escolha, os pais não se devem guiar apenas por razões de parentesco, amizade ou prestígio pessoal. A escolha dos padrinhos deve ter em conta o desejo sincero de garantir aos filhos que os padrinhos possam ser capazes de influir, mais tarde, de modo eficaz, na educação cristã do afilhado.

O número dos padrinhos
Cada criança pode ter um só padrinho ou uma só madrinha, ou então um padrinho e uma madrinha.

Requisitos para ser padrinho/madrinha

  1. Ser escolhido pelo batizando ou pelos pais ou por quem as vezes destes fizer.
  2. Ter completado os dezasseis anos de idade.
  3. Ter capacidade para cumprir a missão própria dos padrinhos e o propósito de a realizar.
  4. Ser católico e ter recebido os sacramentos da iniciação cristã: Batismo, Primeira Comunhão e Crisma.
  5. Se for casado, que o casamento tenha sido realizado na Igreja. Os padrinhos não podem estar em situação ilegal, perante a Igreja, no que diz respeito a situações maritais (por exemplo, união de facto).

Contacte-nos

Envie-nos uma mensagem.

 

Redes Sociais 

 

Informações