CNE: ACAREG junta um milhar de Escuteiros da Arquidiocese

Unir a Terra Média – Senhor dos Anéis é o imaginário do XIX Acampamento Regional (ACAREG) do Corpo Nacional de Escutas (CNE) – Junta Regional de Évora, o qual decorre no Campo Escutista de Ferreira do Zêzere, de 28 de julho a 3 de agosto, com a participação de 18 Agrupamentos da Região.
Amizade, lealdade, companheirismo, união e construção são alguns dos valores que, existindo no escutismo, pretende-se reforçados neste encontro regional, desenvolvido na natureza e em ligação direta com a comunidade local de Ferreira do Zêzere, Tomar, Vila Nova da Barquinha e Constância, onde cerca de 1000 escuteiros e voluntários dão vida a esta semana desafiante, alinhada no ideal escutista.
Os Lobitos (dos 6 aos 10 anos) vivem o imaginário como “Hobbits”, sendo caraterizado pela simplicidade e humildade na forma de estar e viver. Alegria, animação e, principalmente, brincar são as principais metas para estes cerca de 190 lobitos que constituem o subcampo “Shire”.
Os Exploradores (dos 10 aos 14 anos) incorporam o espírito dos “Anões”, motivados para a aventura e diversão, como grande desafio para experimentar atividades diferentes e desafiantes. Os 300 exploradores em campo, que integram o subcampo “Khazad-Dum”, procuram convívio e novas conquistas, que lhes permitam festejar este encontro da Expedição Regional.
Os Pioneiros (dos 14 aos 17 anos) vivem a epopeia dos “Homens”, destacando-se “Aragon” que termina como Rei, unanimemente aceite e considerado merecedor do seu reino. O respeito, amizade e amor de todos os povos da Terra Média são a missão destes cerca de 200 corajosos, nobres e fortes “Homens”.
Os Caminheiros (dos 18 aos 22 anos), os “Elfos” que são convidados a formar a irmandade com os outros povos, na ótica da unificação da Terra Média, constituem tribos de serviço e espirito de entreajuda comunitária. Os 60 caminheiros são chamados à comunidade, em experiências de serviço constante, disponíveis para cimentar uma sociedade inclusiva e compreensiva.
Para que todo o Acampamento decorra pelo melhor, há um conjunto de serviços instalados para dar suporte às necessidades mais básicas, assim como o Ponto de Encontro (Estalagem do Pónei Empinado), a Capela (Valinor), Equipa do Ambiente/Bem-Estar (Reino da Floresta), Equipa da Comunicação (Faróis de Gondor), Abastecimentos (Dale), Bar (Dragão Verde), Saúde (Elfaria), Prevenção/Segurança/Vigilância (Águia), Secretaria/DMF (Mercado) e, Cozinha/Refeitório (Cavalo Empinário). Estes serviços, constituídos por 72 adultos (dos quais 35 são voluntários – pais e amigos) permitem que todos os participantes possam encontrar-se em segurança, com as suas necessidades básicas garantidas e uma envolvente sã e contagiante.
Na cerimónia de abertura, que decorreu no dia 28 de julho pelas 21h00, foi celebrada a Eucaristia Dominical, presidida pelo Arcebispo de Évora, D. Francisco José Senra Coelho, o qual visitou o campo e testemunhou o dinamismo e alegria que se querem imprimidos em todos os participantes.
A força do bem que une a terra numa fraternidade universal é o objetivo máximo deste acampamento escutista, num aprofundamento pleno de felicidade, aproveitando e disfrutando da Obra do Criador.
Junta Regional de Évora

Contactos