Imposição do Escapulário aconteceu na Igreja de Santo Antão em Évora

Como já se tornou uma tradição na igreja de Sto. Antão em Évora, mais uma vez se celebrou no último domingo (4 de Agosto), a Imposição do Escapulário, presidida pelo sr. cónego Manuel Maria Madureira.
Como já vem sendo habitual, houve uma grande afluência a este ritual, em que cerca de 41 pessoas, vindas prepositadamente de vários pontos do país: de Lisboa, de Sintra, do Barreiro, de Vila Viçosa, de Redondo, de Reguengos de Monsaraz, das Alcáçovas e, naturalmente, de Évora, receberam com grande alegria, o Escapulário de Nª. Srª. do Carmo.
Esta iniciativa efectuada já pela 5ª. vez (incluindo também a do ano passado em Estremoz, na Igreja de S. Francisco), resultou na agregação de cerca de 175 novos Carmelitas da Ordem Terceira de Pé Descalço.
Ao jornal “a defesa”, na pessoa do jornalista Pedro Conceição, à rádio Sim e ao jornal Diário do Sul, na pessoa da Dra. Maria da Conceição Piçarra e à Irmandade da Na. Sra. da Saúde (que através da internet), fizeram a divulgação, os nossos mais sinceros agradecimentos, pela vossa tão importante ajuda, na excelenta divulgação do evento e aumentando assim o “Rebanho de Nª. Srª. do Carmo”, fazendo juz, desde modo, ao que Ela pediu na sua última aparição de Fátima.
John Mathias Haffert, ao entrevistar uma vez a irmã Lúcia, perguntou-lhe:
– Porque é que Nossa Senhora, segurava o escapulário na mão?
E a irmã Lúcia respondeu:
– É que Nossa Senhora quer, que todos usem o escapulário!
E com isto termino, com as palavras de Santa Jacinta Marto (pastorinha de Fátima), que já no seu leito de morte, comunicou à “sua madrinha” as palavras da Virgem Imaculada:
– Através do escapulário, um dia hei-de salvar o mundo!
Bem Hajam! Salvé Maria!

M.F.H.

 

 

escapulario

Contactos