8 de maio, 12h, em Redondo: Eucaristia de encerramento da Semana de Oração pelas Vocações

Integrada na Semana de Oração pelas Vocações que decorre de 1 a 8 de maio, nesta quinta-feira, dia 5 de maio, às 21h, no Seminário Maior de Évora: Adoração ao Santíssimo pelas Vocações.

No dia 8 de maio, pelo 12h, o Arcebispo de Évora preside à Missa Dominical na Paróquia de Nossa Senhora da Anunciação, em Redondo, encerrando a Semana de Oração pelas Vocações.



A Semana das Vocações, neste ano de 2022, decorre entre os dias 1 e 8 de maio, culminando no IV domingo da Páscoa, em que a Igreja celebra o 59º Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Em cada ano, constituiu uma oportunidade para o testemunho de pessoas que se deixaram tocar pelo amor de Deus, a oração pelas vocações de especial consagração e a reflexão catequética nas paróquias e nas famílias.
No contexto atual, entre as experiências da pandemia e da guerra, as vocações podem ser contempladas como dons ativos de Deus, que requerem o acolhimento (com)passivo de pessoas que estejam dispostas a deixarem-se transformar pela bondade com que o próprio Deus quer destinar-lhes e, a partir delas, “aspergi-la” por gestos concretos em favor dos que fogem da ansiedade que rouba o sentido de viver e dos anseiam pela paz.
O chamamento de Deus surge, pois, sempre para cada homem e mulher como convocação para uma Igreja que, por sua vez, é chamada a organizar-se como caminho sinodal de comunhão, participação e missão. São estas as caraterísticas fundamentais para qualquer estilo de vida que transpareça, pela graça de Deus, a vocação universal à santidade.
Nesta hora de tremenda mudança, o verbo da missão – envio a ajudar – conjuga-se com o verbo da vocação – chamar os que ainda não encontraram o seu sentido não em ideias abstratas, mas em ações concretas de bem para a humanidade.
Que sobretudo os jovens, durante esta semana, possam encontrar nas nossas comunidades verdadeiros “púlpitos” a partir onde possam ser escutados e, consequentemente, possam estar mais abertos a escutar a Palavra de Deus que os (ch)ama.

A Comissão Episcopal Vocações e Ministérios
ecclesia.pt/cevm


A Palavra dos Bispos do Sul

O Papa Francisco tem insistido na identidade missionária dos discípulos de Jesus Cristo, lembrando-nos que somos discípulos missionários e não discípulos e missionários, pois não existem discípulos não missionários. Ora a missão é a vocação a que o Senhor nos convida a viver na família, na sociedade e na Igreja, por isso a pastoral vocacional é transversal ao catecumenado cristão pré ou pós-batismal, na catequese das diversas etapas da vida, em todas as comunidades cristãs, Associações de fiéis ou movimentos eclesiais.
Na “estrada de Damasco”, Saulo ao encontrar-se com Cristo, descobria simultaneamente o mistério da Comunidade Cristã, «Eu sou Cristo a quem tu persegues nos meus irmãos» (ACT 9, 5) e a sua vocação «Ai de mim se não Evangelizar» (1Cor 9,16), por isso quando nos encontramos com Cristo Ressuscitado, percebemos também o mistério da Igreja e da nossa vocação concreta no contexto da missão.
É sempre tempo favorável, Kairós, para nos abrirmos ao chamamento do Senhor, ou para renovarmos a alegria do Sim que um dia demos. Eis-nos perante o desafio de renovarmos a Alegria do Evangelho o Sim constantemente dado e de continuarmos a ser Comunidades em saída, instrumentos de Cristo pela convocação e pelo chamamento. Nós somos hoje o “Vem e segue-me” de Cristo!
+ Francisco José, Arcebispo de Évora
+ João Marcos, Bispo de Beja
+ Manuel Quintas, Bispo do Algarve

Contactos