Campo Maior: “Despojando-se das vaidades do mundo, vestiram o hábito religioso…”

No passado sábado, dia 3 de setembro, em pleno tríduo de preparação para a festa de Santa Beatriz da Silva (que, em Campo Maior, é celebrada no primeiro domingo de setembro), teve lugar na Igreja do Mosteiro da Imaculada Conceição de Campo Maior, a cerimónia de Iniciação à Vida Religiosa (Tomada de Hábito) de duas jovens irmãs da nossa Diocese, a Graça e a Ana Sinfrónio, seguida da Eucaristia de ação de graças, presidida pelo Senhor Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho e concelebrada pelo estimado Arcebispo Emérito, D. José Alves e por vários sacerdotes, amigos e conhecidos da comunidade e da família.

Perante uma Igreja totalmente repleta de familiares, amigos e conhecidos, e numa celebração muito emotiva e carregada de simbolismo, as irmãs Graça e Ana manifestaram o seu desejo de pertencer à Comunidade Religiosa da Ordem da Imaculada Conceição, do Mosteiro de Campo Maior, pedindo a sua ajuda para “observar mais fielmente o Evangelho e conhecer esta forma de vida no amor fraterno”.

O seu pedido foi aceite pela Comunidade e confirmado também pelo Senhor Arcebispo, com oração de bênção dos seus hábitos: “concedei-lhes, Senhor, que, despojando-se do homem velho e imitando as atitudes de Maria, vivam mais radicalmente o seu próprio batismo e se preparem para a consagração religiosa a que se sentem chamadas”. E, assim, despojando-se das vaidades do mundo, a Graça e a Ana foram revestidas com hábito branco da Ordem da Imaculada Conceição e cortaram os seus cabelos, oferecendo-se em entrega total pelas quatro partes do mundo, perante uma assembleia atenta e emocionada.

Também neste momento, e como sinal desta vida nova que desejam abraçar e viver, a Graça e a Ana receberam um nome novo: Soror Maria da Graça da Eucaristia e Soror Maria Ana do Espírito Santo.

Para finalizar esta celebração, após terem manifestado o seu propósito de entrega ao Senhor, as duas irmãs saudaram as irmãs da Comunidade, como sinal de querer percorrer este “divino caminho” em Comunidade.

Seguiu-se, então, a celebração da Eucaristia de ação de graças, presidida pelo Senhor Arcebispo, na qual, durante a homília e, fazendo referência à leitura do profeta Oseias, recordou a todos que o deserto é o lugar do encontro, por excelência, com o Senhor, que deseja desposar o seu povo, em fidelidade e com misericórdia e ternura, para sempre.

Também estas duas irmãs, ao abraçarem este caminho e iniciarem, assim, a sua vida religiosa, são chamadas pelo Senhor a ir ao deserto, porque é lá, no deserto da oração e da contemplação, de uma vida silenciosa e oculta, que o Senhor as chama, para as desposar e fazer delas, um dia, suas esposas para sempre.

Com este passo que a Soror Maria da Graça e a Soror Maria Ana deram, iniciaram, assim, o tempo do Noviciado, que é um tempo de formação e conhecimento do Senhor, de si próprias e da Comunidade mais intenso, tendo em vista a Profissão Religiosa dos votos de obediência, sem próprio, castidade e clausura.

Após a celebração da Eucaristia, houve um momento de alegre partilha e fraternidade em que todos os presentes tiveram oportunidade de saudar as irmãs e unirem-se a elas neste caminho que agora começam.

Demos graças a Deus por este tão grande dom que concede à nossa Diocese e agradeçamos também a Santa Beatriz (nascida em Campo Maior e fundadora da Ordem da Imaculada Conceição) por ter deixado à Igreja um carisma tão singular, que continua, hoje, a atrair as jovens, para seguir mais de perto a Cristo, na entrega e na radicalidade, honrando, assim, a Imaculada Conceição da Virgem Maria. Peçamos-lhe a sua intercessão junto de Deus, para que continue a proteger e a guardar esta que é a sua terra e para que continue a atrair muitas jovens a seguir este “divino caminho” de entrega por amor, mantendo acesa a lâmpada que um dia o Espírito Santo acendeu no seu coração e para que essa lâmpada continue a iluminar os corações de todos os homens.

A Comunidade

 

Contactos