Confraria de Nossa Senhora da Boa Nova anuncia obras no Santuário

Neste ano marcado pela tristeza de não se terem podido realizar as tradicionais Festas dos Prazeres, em abril passado, a Confraria de Nossa Senhora da Boa Nova tem agora a alegria de anunciar que irá ser assinado um protocolo com vista à recuperação integral do Santuário, erguido nas imediações da localidade histórica de Terena, no concelho de Alandroal.
O Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova é um Monumento Nacional, classificado desde 16 de junho de 1910, constituindo um dos mais importantes Santuários Marianos da Arquidiocese de Évora e de todo o sul do país. As suas origens perdem-se tempo, sendo a construção atual datada da primeira metade do século XIV, provavelmente do reinado de D. Afonso IV. Monumento e vestígio ímpar da arquitetura medieval trecentista, chegou aos nossos dias com todas as caraterísticas que fazem dele um raro exemplar de igreja-fortaleza.
Nos últimos tempos, a Confraria de Nossa Senhora, entidade canónica que tem a seu cargo a guarda do espaço, tem tentado chamar a atenção das autoridades competentes para o estado de degradação do edifício e é agora com satisfação que anuncia a realização de um protocolo que irá ser celebrado entre a Confraria, a Paróquia de São Pedro de Terena, o Município de Alandroal e a Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCALentejo) com vista à recuperação integral do Santuário.
A intervenção constará de três etapas. A iniciar já dentro de meses, terá lugar o primeiro momento, com a recuperação das coberturas, caixilharia e exterior do edifício, a construção de uma rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida e uma intervenção no velário. Os trabalhos serão executados pelo Município de Alandroal, com projeto elaborado pela DRCALentejo e já aprovado pela Direção-Geral do Património Cultural.
O segundo momento passará pela recuperação do interior com todo o seu património integrado, contemplando o terceiro momento uma intervenção no recinto do Santuário. Estes dois momentos serão suportados por uma candidatura apresentada pelo Município a Fundos Comunitários.
A Confraria saúda com profundo reconhecimento os seus parceiros neste empreendimento que permitirá a recuperação de um marco histórico-religioso de profunda importância regional, esperando poder muito em breve apresentar melhores condições de acolhimento aos muitos peregrinos e visitantes que procuram o Santuário ao longo de todo o ano.

Confraria de Nossa Senhora da Boa Nova

Contactos