Covid-19: Conferência Episcopal recomenda o distanciamento entre participantes nas celebrações do culto público católico

A Conferência Episcopal Portuguesa recomendou que se retome o “distanciamento entre os participantes” nas celebrações, a partir do Natal, inclusive nas Missa da Noite do Natal.

“Tendo em conta o forte agravamento da atual situação pandémica, devido sobretudo à nova variante Ómicron da Covid-19, a Conferência Episcopal recomenda vivamente que, a partir das celebrações do Natal, inclusive nas Missas da Vigília, se observe um adequado distanciamento entre os participantes, conforme as orientações da Direção Geral da Saúde”, indica um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

A Conferência Episcopal Portuguesa acrescenta que “continuam em vigor as medidas de prevenção, tais como o uso das máscaras, a devida higienização das mãos e dos espaços celebrativos e a comunhão na mão, entre outras”.

Em comunicado, a Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou hoje Orientação com medidas de prevenção e controlo da Covid-19 em Locais de Culto e Religiosos, onde recomenda o distanciamento de 1,5 metros entre os participantes.

As celebrações públicas na Igreja Católica têm decorrido de acordo com as orientações da Conferência Episcopal Portuguesa de 8 de maio de 2020 e “em consonância com as normas das autoridades de saúde”.

As mais de 80 indicações incluem normas para a higienização dos espaços, das pessoas e dos objetos de culto, o “obrigatório o uso de máscara” para todos e a adaptação de rituais litúrgicos para evitar o contacto físico, no contexto da pandemia.

PR – Agência Ecclesia

 

Orientação da CEP para as celebrações litúrgicas