Senhora do Coração Orante visita lugar do atentado ao Papa João Paulo II

Não é segredo para quem se adentra dos acontecimentos de Fátima, que a pequena Santa Jacinta Marto nutria especial afeto pelo Santo Padre. Naturalmente fruto das várias revelações sobre o Papa, com que foi agraciada, a pastorinha dizia muitas vezes: “Quem me dera ver o Santo Padre! Vem cá tanta gente e o Santo Padre nunca cá vem”.
E foi este amor tão especial que levou o secretariado da Mensagem de Fátima de Évora, em 2020, ano em que se celebrou o centenário da chegada ao Céu de Santa Jacinta e da entronização da imagem de Nossa Senhora do Rosário de Fátima que se venera na Capelinha das Aparições, a mandar esculpir uma imagem, inspirada nas representações descritas pela Irmã Lúcia, mas em que Nossa Senhora surge de joelhos oferecendo-nos o seu coração cheio de Deus e levando-nos através dele até ao coração de Deus. E no coração desta imagem estará sempre presente o grande amigo de Santa Jacinta: o Santo Padre e as suas intenções.
Santa Teresinha do Menino Jesus dizia que “Deus não nos inspira sonhos irrealizáveis” e a Mensagem de Fátima de Évora sonhou que esta imagem, para a qual sonha ainda que um dia possa existir uma capela, fosse ao encontro do Papa para ser benzida pessoalmente. E o sonho realizou-se!
No dia 26 de outubro de 2021, depois de uma longa viagem, a imagem da Senhora do Coração Orante entrou na Casa de Santa Marta, em Roma, acompanhada por dois sacerdotes da Arquidiocese de Évora: o Pe João Luís Silva e Pe Joaquim Pinheiro.
Foram, nas palavras do Pe João Luís, “12 minutos de Céu”. A beleza da imagem cativou de imediato o Santo Padre que inquiriu sobre o seu significado e o Pe João Luís explicou então a história da imagem e o seu para quê, ao que o Papa Francisco respondeu: “Alegro-me muito. A imagem é muito bonita. Fico feliz. É importante que se reze pelo Papa. Rezem o terço é a oração universal.” Foi então que a abençoou, olhando-a com uma ternura imensa que ficou registada em vídeo e que pode ser revista nas redes sociais dos dois sacerdotes, do Movimento da Mensagem de Fátima de Évora e da Arquidiocese de Évora. Na despedida, com a sua tão conhecida atitude paternal, o Papa Francisco acompanhou os dois sacerdotes e relembrou-os que “há muito trabalho pela frente”.
Cumprindo a sua peregrinação, a Senhora do Coração Orante passou pelo interior da Basílica de São Pedro e pela Praça no local onde São João Paulo II foi atingido pela bala que a mão de Nossa Senhora desviou e visitou também a Basílica de São Pedro.
E de regresso às terras da nossa Arquidiocese, existe ainda um sonho por realizar: a construção da sua capela, onde se poderá rezar pelo sucessor de Pedro. Ainda há missão e caminho para percorrer, como disse o Papa Francisco!

Célia Custódio