Instituto Superior de Teologia de Évora afilia-se à Universidade Pontifícia de Salamanca

Já a partir do presente ano académico os alunos do Instituto Superior de Teologia de Évora podem obter o grau de Bacharelato em Teologia na Universidade Pontifícia de Salamanca, graças ao processo de afiliação que fora concluído em março passado e que recentemente foi confirmado por Decreto da Congregação da Educação Católica.

O presidente do Conselho Diretivo do ISTE, padre Manuel António do Rosário, em declarações à agência Lusa explicou que  os alunos do instituto estão, “já neste ano académico, a entrar na dinâmica do currículo da Faculdade de Teologia da UPSA” e, quando concluírem o curso, vão obter o grau de bacharelato em Teologia. “Temos, já nos dias 27 e 28 deste mês, sete alunos do ISTE que farão o seu exame, primeiro escrito e depois oral, com a presença de um professor da Universidade Pontifícia de Salamanca”, disse.

Indicando que a afiliação vai vigorar, de forma experimental, durante “um quinquénio”, o também pároco destacou que o ISTE tornou-se na “primeira escola de língua portuguesa afiliada da Universidade Pontifícia de Salamanca”.

O mesmo responsável explicou que a instituição de Évora afiliou-se à UPSA depois de ter chegado ao fim a ligação de “vários anos” com a Universidade Católica Portuguesa (UCP).

“Os protocolos têm um prazo e, terminado o terceiro” com a UCP, “não havia condições para continuarmos na modalidade dos últimos anos e entendemos que tínhamos que encontrar uma outra alternativa”, realçou.

O P. Manuel António do Rosário considerou que, após o fim da ligação a essa universidade, a opção “mais lógica” foi a afiliação à UPSA. “Até pelas ligações que existem historicamente, porque houve uma ligação profunda que fez com que alguns dos grandes teólogos de Salamanca passassem também pela Universidade de Évora”, sublinhou, vincando que “o elemento histórico pesou na decisão”.

Recentemente, numa carta conjunta enviada ao presidente do Conselho Diretivo do ISTE, o arcebispo de Évora e os bispos de Beja e do Algarve, congratularam-se com “a integração do instituto na Universidade Pontifícia de Salamanca”, que consideram ser “uma das mais prestigiadas instituições da Igreja Católica”.

“O ISTE tem tido um papel fundamental na formação dos nossos sacerdotes, diáconos permanentes, religiosos e leigos, bem como na formação permanente do clero, daí a nossa esperança neste significativo passo do seu percurso como nossa escola teológica”, afirmaram.

Na carta, divulgada pela Arquidiocese de Évora, os bispos agradeceram ainda à Faculdade de Teologia UCP “todo o apoio dispensado durante vários anos ao ISTE” e manifestaram a sua “inquebrantável unidade aos projetos” desta universidade.

Criado em 08 de setembro de 1977, por decreto do então arcebispo de Évora David de Sousa, o ISTE tem, atualmente, perto de 30 alunos, de acordo com o presidente do conselho diretivo do instituto.

“Quando iniciámos o processo da afiliação à UPSA, tínhamos cerca de 50 alunos”, mas o número baixou para “perto de 30”, devido à pandemia de covid-19, acrescentou o responsável.

O instituto de Évora tem alunos portugueses, nomeadamente do Alentejo e do Algarve, mas a maioria provém de países estrangeiros, como da América Latina, mas também de Timor-Leste, Ucrânia, Cabo Verde e Angola.

 

Contactos