Mensagem do Arcebispo de Évora: Visita Pastoral à Vigararia de Elvas

Aos caríssimos Párocos

Aos irmãos Diáconos

Aos estimados Religiosos e Religiosas

A todos os Leigos que servem nos diversos ministérios das Paróquias, na catequese, da liturgia, da caridade, da saúde, nos conselhos económicos e pastorais.

Aos jovens em caminhada para a Jornada Mundial da Juventude

Às amigas crianças

 

Uma saudação fraterna

 

Como sabeis, Jesus escolheu pelo nome doze apóstolos de entre os seus discípulos, os quais preparou com uma atenção permanente e em forma de vida comunitária. Deixai que vos recorde o nome desses doze apóstolos: “primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; Simão, o zelote, e Judas Iscariotes, que o traiu” (Mt, 102-5). Hoje, os Bispos são os sucessores dos apóstolos, a quem, com todos os seus irmãos na fé, Jesus confiou uma missão: “Ide, pois, fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a cumprir tudo quanto vos mandei. Eu estou sempre convosco até ao fim dos tempos” (Mt 28, 19-20).

Hoje, o sucessor dos apóstolos entre vós, a Igreja de Jesus em Évora, dirige-vos esta mensagem de convite missionário. O vosso Bispo deseja muito encontrar-se com cada um de vós, abraçar-vos e oferecer-vos o dom mais precioso que Jesus nos confiou: a Sua Palavra, a Sua Misericórdia, a Eucaristia e a Confirmação da Fé na dádiva dos sete dons do Espírito Santo que preencheram o coração da Virgem Maria, Sua e nossa Mãe.

Escolhi visitar as comunidades paroquiais a que pertenceis até meados de junho, ou seja, as paróquias dos Concelhos de Avis, Fronteira, Elvas e Campo Maior.

No Ano Pastoral 2019/2020, escolhi visitar a Vigararia de Elvas; foi uma experiência inolvidável visitar cada comunidade paroquial do Concelho de Monforte e iniciar a visita ao Concelho de Elvas, imprevistamente interrompida no dia 14 de março de 2020 devido à gravidade da Pandemia Covid-19. Encontrava-me na fase de encerramento da missão e visita pastoral de Santa Eulália e São Vicente. Nunca poderei esquecer o contraste doloroso entre a alegria fraterna partilhada entre todos e a deceção provocada pelo inesperado de já não ser possível celebrar a Eucaristia festiva em cada uma destas comunidades.

Imbuído de esperança e confiança retomo de novo as Missões e as Visitas Pastorais às restantes comunidades Paroquiais da Vigararia de Elvas, ou seja, as Paróquias dos Concelhos de Avis e de Fronteira, decorrerão até ao Domingo de Páscoa e serão ainda muito limitadas na minha presença junto de vós, devido às preocupações que devemos ter face à pandemia da covid-19. Infelizmente, não poderei, como tanto desejo, conhecer a riqueza humana destas terras. Porém, não deixarei, para já, de celebrar convosco a Eucaristia Dominical, deixando-vos a certeza do meu afeto, apreço, comunhão espiritual e de vos anunciar que a visita pastoral em realidade de missão, às paróquias destes Concelhos, querendo Deus, será realizada no próximo Ano Pastoral 2022/2023.

Após as festividades da Páscoa do Senhor Jesus, acredito já ser possível visitar as realidades das comunidades dos Concelhos de Elvas e Campo Maior: conhecer e estar com as creches, os jardins de infância, as escolas, os centros de dia e os lares para idosos, os centros de apoio domiciliário, os clubes desportivos, os centros culturais, os artesãos, os mercados, as pessoas com deficiência e todos os que vivem sós. Terei também a desejada possibilidade de compartilhar o dia a dia ministerial dos párocos, conhecendo de perto a sua realidade e convivendo na caridade pastoral os desafios, os empreendimentos, as alegrias e as tristezas; rezando juntos algumas das horas canónicas e concelebrando a Eucaristia na unidade das suas comunidades. Com os párocos terei ainda a possibilidade de compartilhar o serviço quotidiano dos irmãos diáconos no espírito sinodal de quem acolhe, escuta e insere em comunidade todos os sedentos de esperança, buscadores de luz e romeiros de beleza eterna.  Estaremos também com os movimentos laicais e associações de fiéis, como Confrarias, Irmandades e Ordens Terceiras, experimentando na unidade  a presença do Senhor Ressuscitado em nós.

É meu desejo estar no meio de vós como quem serve, consola, conforta, confirma na fé e envia em missão; estarei sempre acompanhado pela Mãe de Jesus e nossa Mãe, a Senhora da Conceição, na sua imagem venerada no Seu Solar, em Vila Viçosa. Como Ela, estarei e a todos direi que só Jesus é o Senhor e só Ele salva.

Com Nossa Senhora da Conceição peço aos sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas, leigos e aos jovens das paróquias de Elvas e Campo Maior que se unam em comunhão criativa e empreendedora a preparar estas visitas pastorais que devem proporcionar a todos um encontro com Jesus. Sugiro que convoqueis porta a porta toda a comunidade para que ninguém se sinta excluído ou esquecido; que num espaço amplo e confortável se aprofundem os principais temas da nossa fé com a ajuda de um missionário; que se procure preparar  desde o primeiro  encontro domiciliário porta a porta,  uma possível  visita atenta do sacerdote missionário, perante situações assinaladas; que se peregrine aos santuários da esperança,  como o Senhor Jesus da Piedade e Nossa Senhora da Enxara e aos santuários da dádiva e da humanização como o Hospital de Santa Luzia ou o Estabelecimento Prisional de Elvas. Que saibamos valorizar relevantes aspetos culturais das localidades, nomeadamente cristãos e cristãs que se tornaram referência de fé e humanização para a sociedade, tais como Santa Beatriz da Silva e os Beatos Aleixo Delgado e Álvaro Mendes, Venerável Isabel da Santíssima Trindade e a assinalável realidade da antiga Diocese de Elvas, com toda a sua rica história.

Esta visita terminará com a despedida de Nossa Senhora da Conceição com alguns sinais de gratidão e carinho à Mãe de Jesus e nossa Mãe: a realização de uma procissão de velas, a renovação da consagração da paróquia ao seu amor maternal e o acompanhamento em cortejo automóvel até à próxima paróquia a receber a Visita Pastoral.

Estou certo de que posso contar com todos os meus irmãos na fé e que vamos viver momentos inesquecíveis. Confio este Tempo de Missão e Visita Pastoral às Irmãs de Campo Maior e a todas as religiosas presentes nesta Vigararia, bem como aos amados irmãos doentes. Obrigado a todos os que no seu coração já decidiram colaborar.

Sobre todos vós imploro a carinhosa bênção de Jesus.

Évora, 22 de Fevereiro de 2022, Festa das Cinco Chagas do Senhor

+ Francisco José Senra Coelho

Arcebispo de Évora

 

Contactos