Orientações para a celebração das exéquias em contexto de pandemia

Paróquias da Cidade de Évora

 

Orientações para a celebração das exéquias

em contexto de pandemia

 

A pandemia por Covid-19 condiciona toda a vida social, profissional, cultural e religiosa, exigindo especiais precauções que garantam a segurança de todos e diminuam o risco de contágio.

A celebração das exéquias é de grande importância, no momento particularmente doloroso em que as pessoas se despedem dos seus familiares que morreram. Por isso mesmo, importa realizá-las, conferindo-lhes a necessária dignidade. Ao mesmo tempo, estas celebrações constituem circunstâncias de algum risco, que convém acautelar.

Tendo em consideração as orientações das autoridades sanitárias, da Conferência Episcopal Portuguesa e do Senhor Arcebispo de Évora, pressupondo as normas canónicas e litúrgicas em vigor, as paróquias desta cidade – Sé, São Pedro, Santo Antão, São Mamede, São Brás, Nossa Senhora Auxiliadora, Nossa Senhora da Saúde, Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora da Boa Esperança – propõem algumas orientações para os funerais a realizar neste contexto:

 

  1. Sugerem-se velórios breves, nas capelas mortuárias, até duas horas, abertos apenas à família, embora respeitando a necessária adaptação às circunstâncias.
  2. Nas capelas com capacidade habitual para 50 pessoas ou mais, ou onde for hábito a celebração ser feita na Igreja Paroquial, pode fazer-se a celebração exequial, pedindo-se que a participação se limite à família.
  3. No caso de capelas pequenas e pouco ventiladas, o féretro deve seguir para o cemitério, fazendo-se aí a respectiva celebração.
  4. Nos funerais de vítimas de Covid-19 não se fará velório, devendo seguir directamente para o cemitério, onde se fará a celebração exequial, junto da sepultura, com a presença dos familiares mais próximos.

 

Em todas as circunstâncias, devem ter-se presentes as recomendações de uso de máscara,  afastamento físico e desinfecção frequente das mãos.

Sugere-se a valorização das Missas de Sufrágio, e outras formas de honrar a memória de quem partiu, a realizar quando o quadro pandémico o permitir.

Estas orientações mantêm-se válidas até indicação em contrário.

 

Évora, 28 de Janeiro de 2021

Os Párocos da cidade de Évora

Contactos