Palavra do nosso Arcebispo: Em Tempo de Advento

Ao iniciarmos o Tempo Litúrgico do Advento, dirijo-me a todos os meus irmãos e irmãs na Fé, para compartilharmos alguns dos desafios que este Tempo Litúrgico nos propõe.

O Advento celebra a vinda de Jesus Cristo no tempo e na história dos homens para lhes trazer a salvação. É, portanto, o tempo da expectativa, e o cristão é chamado a vivê-lo em plenitude para poder receber dignamente o Senhor no momento da Sua vinda.

As atitudes interiores que nos preparam melhor para esta vinda podem ser expressas assim:

Mantermo-nos vigilantes da fé, na oração, numa abertura atenta e disponível para reconhecer os “sinais” da vinda do Senhor nas circunstâncias e momentos da vida.

Andarmos no caminho traçado por Deus, sem nos extraviarmos por caminhos tortuosos; Convertermo-nos para “seguir Jesus para o Reino do Pai”.

Darmos testemunho da alegria que Jesus nos traz, com caridade afável e paciente para com os outros, com abertura para todas as iniciativas de bem, através das quais já se constrói o Reino futuro, na alegria sem fim.

Mantermos um coração pobre e vazio de si, imitando José, Nossa Senhora, João Batista, os outros “pobres” do Evangelho que precisamente por isso, souberam reconhecer em Jesus o Filho de Deus que veio para salvar os homens.

Participarmos nas Celebrações Eucarísticas deste Tempo de Advento significa acolher e reconhecer o Senhor que continuamente vem ficar no meio de nós e segui-lo no caminho que leva ao Pai, a fim de que, com a sua vinda gloriosa no fim dos tempos, ele nos introduza no Reino, para podermos “tomar parte na vida eterna, com os bem-aventurados e os santos do céu”.

Unidos na oração e na caridade, vivamos em comunhão um fecundo Advento, na certeza de que Cristo caminha connosco. Sejamos neste Tempo Favorável Discípulos Missionários da Esperança, cuidando e inserindo os sedentos da Esperança em nosso compromisso de partilha de vida.

Santo Advento para todos!

 

+ Francisco José Senra Coelho

Arcebispo de Évora

Contactos