Recordar 20 anos de Encontro Matrimonial na Região Sul

No dia 16 de outubro de 2021, pelas 14.30 horas, já se encontravam, no Santuário de Nossa Senhora da Visitação em Montemor-o-Novo, os casais da zona de Évora, com braços abertos e acolhedores para receber os casais e sacerdotes que se iam aproximando e subindo à colina, com uma enorme vontade de comemorar os 20 anos de EM, na Região Sul.
De vários pontos do continente e das ilhas, iam chegando, cheios de entusiasmo e ternura, os membros da comunidade, que eram agora acolhidos, pese embora a presença das máscaras, nos braços da Senhora da Visitação, estendidos colina abaixo, para receber todos os visitantes.
Há tanto tempo que não nos víamos: Como vão? Como estás? Que é feito? Tira lá essa máscara por um instante: confirma-me quem és. Que alegria voltar a ver-te; poder-te visitar ou revisitar, aqui neste santuário, nesta colina, de onde posso avistar uma boa parte do Alentejo e do mundo.
Acolhidos e, depois, recolhidos no interior da Ermida, o Padre Luís Bairrada presidiu à Eucaristia e recordou como o EM tem estado ao serviço dos casais, dos sacerdotes e de outros consagrados, para ajudar a redescobrir o sonho que acalenta e ilumina a vida de todos e de cada um, na sua vocação e na comunhão com a comunidade.
Nesta Missa, a Equipa Eclesial Coordenadora Nacional (Aida¬+Pedro com Padre Orlandino Bom), bem com toda a comunidade presente, procedeu ao envio da nova Equipa Eclesial da Região Sul (Fátima+Fernando com Padre Luís Bairrada).
Após a Missa, de envio em missão, descemos da colina da Senhora da Visitação para a planície onde, no Salão de Festas do hospital de S. João de Deus, pudemos acompanhar o caminho percorrido ao longo destes 20 anos de Região Sul, ao recordar as diferentes equipas eclesiais e um dos lemas de cada equipa: entre o começo com o “Faz-te ao Largo!”, o “Bem Comunicar e Cativar para melhor Amar!”… lá fomos vendo como ser “Pedra Viva da Comunidade” ao “Acreditar e dizer Sim!” para “Nos Trilhos do Amor” sabermos que “Evangelizar é dizer-te: Tu és amado por Deus!” o que, por fim nos conduz, em síntese, a sempre e eternamente “Acreditar no Amor!”
Entre a apresentação evocativa dos diferentes lemas fomos todos convidados a participar em atividades lúdicas que, cirurgicamente ponderadas, nos ajudaram a mantermo-nos ativos e animados.
Após recordar os 20 anos, a palavra de ordem foi… comemorar com o “pica partilhado” a que, de tão farto, não faltou o Bolo de Aniversário, o champanhe e os parabéns, cantados em genuíno “Cante” alentejano – Património imaterial da humanidade.

São + Eugénio Alves, 61.º FDS / L

 

Contactos